Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Ministério do Turismo
Início do conteúdo

Inhacorá

Segundo moradores antigos da comunidade, e pesquisa realizada em documentos existentes, conta-se o seguinte: O Inhacorá seria uma grande fazenda, que foi doada pelo Estado a um Capitão do Exército pelos seus grandes serviços prestados em favor da Pátria, em saldo por ter participado da Guerra do Paraguai (1865 a 1870).

Esta fazenda compreendia uma enorme extensão de terra abrangendo o Município de Chiapetta, parte do Município da Alegria, Independência, Três de Maio, Giruá, Catuípe e Santo Augusto.

O povoamento iniciou porque o Capitão era um homem que não gostava de solidão. Doou parte de suas terras a colonizadores. A terra era habitada por índios que a chamavam de Inhacorá (que em Guarani significa campo cercado pela natureza) cujo o nome ainda é conservado até os dias atuais. O povoado se formou a margem do Lageado Engenho.

Ao se estabelecerem, os primeiros moradores foram pouco a pouco, aumentando, e dentro do povoado criaram-se três casas comerciais, assim sendo a comunidade também é conhecida como Três Vendas do Inhacorá. A principal atividade dos pioneiros foi a indústria, seguida do comércio e da agricultura de subsistência. Até 1961 o Distrito pertenceu a Santo Ângelo, a partir daí com a emancipação de Catuípe, passou a pertencer a este. De 1961 até 09 de dezembro de 1986 foi segundo Distrito de Catuípe. E a partir de 10 de dezembro de 1986 foi anexado ao Município de Chiapetta pela Lei n. 8272/86.

Mapa do Rio Grande do Sul - Região de Três Coroas
Inhacorá, RS
482Km de Porto Alegre