Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Ministério do Turismo
Início do conteúdo

São José do Norte

Chegada a cidade onde as águas se encontram

São José do Norte é um lugar bastante diferenciado, pois em quase sua totalidade

apresenta relação com sua hidrografia, seja no mar, nas lagoas dunas, banhado, lagos e

marismas, traduzidos em belíssimas praias. Também apresenta um importante patrimônio

histórico, constituído pelas construções datadas do início do século XIX, e o patrimônio

imaterial, representado pela cultura da pesca, da cebola, do artesanato e das festas

populares. O Centro Histórico de São José do Norte foi palco da invasão das tropas dos

Farrapos durante a Revolução Farroupilha e o Solar dos Imperadores hospedou Dom Pedro I e

Dom Pedro II. Além, disso há também, a Praça Intendente Francisco José Pereira, a Igreja

Matriz, os casarões do Século XIX e a região portuária, todos repletos de fatos marcantes.

Além desses atrativos existe o Molhe Leste que abriga o REVIS- Refúgio de Vida Silvestre dos

Lobos e Leões Marinhos.

Histórico do Município

São José do Norte é uma cidade rica em tradições históricas, com vestígios da passagem dos índios Carijós, seus primeiros habitantes. Por sua posição estratégica, figurou por duas vezes na história do Brasil, como fator de unidade nacional. No período de 1763 a 1776 quando, por quase 13 anos, serviu de Trincheira da Nacionalidade, resistindo e impedindo o avanço dos espanhóis, até a expulsão do incômodo invasor. A segunda passagem histórica aconteceu em 16 de julho de 1840, quando na rua da Vila Invicta, os farrapos de Bento Gonçalves foram repelidos pela tropa legalista comandada pelo coronel Antônio Soares de Paiva na mais sangrenta batalha da epopeia farroupilha. Seus habitantes orgulham-se dos visitantes ilustres que por lá passaram, entre eles Dom Pedro I e Dom Pedro II, e das personalidades, como o Almirante Tamandaré e a poetisa Delfina da Cunha, que nasceram nessas terras. Colonizada por casais de açorianos, foi ali que o governo de São Paulo, antes do povoamento do território gaúcho, determinou a instalação de um posto de vigilância para impedir o avanço de conquistadores espanhóis. Hoje o município é reconhecido também pelo cultivo da cebola, que figura como sua principal atividade econômica.

Mapa do Rio Grande do Sul - Região de Três Coroas
São José do Norte, RS
321Km de Porto Alegre