Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Início do conteúdo

Cruzaltense


O Município de Cruzaltense fez parte do teritório da Fazenda Quatro Irmãos, que o governo brasileiro concedeu à Empresa Inglesa de Colonização (Jewish Colonization Association-ICA), pertencente a um grupo de judeus residentes em Londres, com o direito da exploração da madeira de pinho (arauc ... Leia Mais
O Município de Cruzaltense fez parte do teritório da Fazenda Quatro Irmãos, que o governo brasileiro concedeu à Empresa Inglesa de Colonização (Jewish Colonization Association-ICA), pertencente a um grupo de judeus residentes em Londres, com o direito da exploração da madeira de pinho (araucária) muito abundante na região.
Até 1944, o então município de Cruzaltense era uma área coberta por floresta de pinheiro (araucária angustifolia), madeira nobre muito abundante na região, a qual sua exploração tornou-se a principal fonte de renda do local.

Ali surgiu a primeira serraria, que tinha como dono Oppen Petry e como gerente Ulrich Hermann Hoscheler, que vieram de Cruz Alta (aqui se originou o nome Cruzaltense).

Anos depois, Hoscheler, pessoa de bem e muito culta, se tornou dono da serraria, adquiriu oito alqueires de terra e fez loteamento que denominou Vera Cruz, e dele destinou, por doação, lotes para construção da igreja, cemitério, escola estadual, praça e o campo de futebol.
Com a imigração, novos moradores surgiram, o comércio passou a fazer parte do cenário e Vera Cruz começou a se desenvolver economicamente.

O Município de Cruzaltense fez parte do território da Fazenda Quatro Irmãos, que o governo brasileiro concedeu à Empresa Inglesa de Colonização (Jewish Colonization Association-ICA), pertencente a um grupo de judeus residentes em Londres, com o direito da exploração da madeira de pinho (araucária) muito abundante na região.
Até 1944, o então município de Cruzaltense era uma área coberta por floresta de pinheiro (araucária angustifolia), madeira nobre muito abundante na região, a qual sua exploração tornou-se a principal fonte de renda do local.

Ali surgiu a primeira serraria, que tinha como dono Oppen Petry e como gerente Ulrich Hermann Hoscheler, que vieram de Cruz Alta (aqui se originou o nome Cruzaltense).

Anos depois, Hoscheler, pessoa de bem e muito culta, se tornou dono da serraria, adquiriu oito alqueires de terra e fez loteamento que denominou Vera Cruz, e dele destinou, por doação, lotes para construção da igreja, cemitério, escola estadual, praça e o campo de futebol.

Com a imigração, novos moradores surgiram, o comércio passou a fazer parte do cenário e Vera Cruz começou a se desenvolver economicamente.

Fonte: IBGE (Município Cruzaltense)
Mapa do Rio Grande do Sul - Região de Três Coroas
Cruzaltense, RS
399Km de Porto Alegre