Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Ministério do Turismo
Início do conteúdo

Candelária

No século XVII, os espanhóis tentaram penetrar nos territórios à margem esquerda do Rio Uruguai, mas recuaram em razão da hostilidade dos indígenas. Aos jesuítas foi dado então o encargo de conquistar as terras para a Espanha. Em 1633, eles fundaram a Redução Jesus-Maria. Em 1636, o Bandeirante Raposo Tavares destruiu a Redução, marcando assim, o fim da obra jesuítica na região. Esse foi o início da história de Candelária. Cem anos após, iniciou-se o povoamento luso-brasileiro, devido à abertura da Estrada do Botucaraí, que ligava o município de Rio Pardo a Soledade. Por volta de 1862, chegam a Candelária os primeiros imigrantes de origem alemã, fundando, em 1866, a povoação Germânica, que se situava entre os arroios Laranjeiras e Molha Pequeno. Ao chegar o século XX, o núcleo urbano situava-se ao longo da Rua do Comércio, hoje Av. Pereira Rego. Em 1917, reuniram-se lideranças locais para tratar da emancipação, mas o movimento foi suspenso devido a 1ª Guerra Mundial, sendo retomado no ano de 1924. Em 7 de julho de 1925, o Presidente do Estado, Borges de Medeiros, assinou o decreto de criação do município de Candelária. Com uma área de 939 km², o município é sedimentado no centro do Estado distante 182 km da capital e limitando-se com os municípios de Vera Cruz, Santa Cruz, Cachoeira do Sul, Passa Sete, Vale do Sol, Cerro Branco, Novos Cabrais, Sobradinho e Rio Pardo.

Mapa do Rio Grande do Sul - Região de Três Coroas
Candelária, RS
184Km de Porto Alegre